Notas Olfativas: A História do Âmbar

Notas Olfativas: A História do Âmbar

Postado por: OLFATI Marketing Olfativo
Categoria: Notas Olfativas

A História do Âmbar

Cor, pedra ou perfume?

O âmbar é uma resina viscosa, fóssil e orgânica, produzida naturalmente por diversas espécies vegetais, para cicatrizar lesões na planta, que endurece em contato com o ar. O primeiro cientista que descreveu olfativamente o âmbar foi Plínio, O Velho, que dizia ter uma reminiscência de pinheiro, madeira de pinho, quando a resina era friccionada ou queimada.

O termo “âmbar” pode ter vários significados – cor, cheiro ou objeto! Há certa confusão ao redor do termo.

São diferentes espécies que formam o grupo de ingredientes ambarados, e que exsudam a resina, por exemplo, o lábdano e o benjoim que são usados na perfumaria.

Já o âmbar amarelo, é um produto botânico, e tem uma função rica para a arqueologia, pois alguns insetos e plantas datados de milhões de anos foram perfeitamente preservados em pedra âmbar. Sem potencial olfativo para a perfumaria, é usado em objetos de decoração e joias.

Ainda que imaginemos a cor amarelo-dourada quando falamos de âmbar, há, no mundo, uma rica variedade de cores diferentes de âmbares, do opaco, amarelo-limão claro, marrom, até quase o preto. Com distribuição difusa pelo mundo, é possível encontrar outras cores incomuns, como o âmbar vermelho (conhecido como “âmbar cereja”), o âmbar verde e âmbar azul, muito raro e procurado.

Saiba tudo sobre os âmbares

Encontrado ao longo da costa sul do Mar Báltico, alcançou o Oriente Médio e a Europa Ocidental através do comércio, uma das possíveis razões pela qual este âmbar amarelo, o mais conhecido atualmente, passou a ter o mesmo nome do âmbar cinza ou cinzento.

O âmbar da floresta, transportado do solo por grandes rios e em direção ao mar, e o âmbar cinzento (ou ambergris, “gris” sendo cinza, em francês), flutua pelas ondas após ser excretado do organismo da baleia cachalote.

Apesar de possuírem o mesmo nome, olfativamente são diferentes.

De acordo com a Cinquième Sens, escola francesa de Perfumaria, o ambergris é um ingrediente de origem animal e que possui versões sintéticas, como o Ambroxan, por exemplo, que é amplamente usado na perfumaria moderna. Apesar do nome, como na perfumaria os ingredientes são classificados pelo aspecto olfativo, o Ambroxan e seus similares são classificados no grupo de madeiras ambaradas disponíveis na paleta do perfumista. Com aroma delicado, amadeirado, mineral e almiscarado, reúnem duas características centrais: são suaves e muito duráveis.

Recentemente, o termo Âmbar tem sido usado para substituir o termo Oriental, pois apesar de ambos terem nuances olfativas particulares, são considerados semelhantes.

O primeiro perfume ambarado foi Ambre Antique, criado por Coty em 1905, e descontinuado trinta anos depois, em 1935. Com suas notas de fundo carregadas de resinas naturais de lábdano, olíbano, opoponax, styrax e benjoim.

Como é o cheiro do âmbar?

O cheiro de âmbar é uma característica muito valorizada na perfumaria e é frequentemente associado a uma sensação de calor, profundidade, sensualidade e um toque exótico. As principais características do cheiro de âmbar incluem:

  • Calor: O âmbar tem uma fragrância quente e reconfortante, muitas vezes descrita como envolvente e acolhedora.
  • Doçura: Ele possui uma doçura suave e sofisticada, não excessivamente açucarada, mas presente o suficiente para adicionar uma profundidade agradável ao aroma.
  • Resinoso: O âmbar tem um toque resinoso, que pode lembrar a fragrância de árvores e resinas naturais, conferindo um caráter terroso e orgânico.
  • Amadeirado: Muitas vezes, o cheiro de âmbar inclui notas amadeiradas, que adicionam uma sensação de solidez e robustez ao perfume.
  • Baunilha: Algumas interpretações do âmbar possuem nuances de baunilha, contribuindo para sua doçura e suavidade.
  • Oriental: O âmbar é frequentemente associado a fragrâncias orientais, trazendo um aspecto exótico e misterioso.
  • Balsâmico: Há uma qualidade balsâmica no cheiro de âmbar, semelhante a bálsamos ou bálsamos medicinais, que adiciona um toque de complexidade.

Na OLFATI, temos várias fragrâncias que possuem essa incrível nota olfativa. Confira:

Algas Marinhas

Tropicália

Love Woody

Lavanda e Patchouli

Bamboo

One

Gostou de conhecer mais sobre os âmbares?

Acompanhe nosso Blog e siga nosso Instagram  para ficar por dentro das novidades que publicamos diariamente sobre o universo da perfumaria e aromatização de ambientes!

Crie uma fragrância única e personalizada para a sua marca, seu público merece uma experiência sensorial memorável. Entre em contato conosco e conheça a consultoria em Marketing Olfativo da OLFATI.

Ficou curioso para conhecer todos os produtos da OLFATI? Acesse o site e conheça nosso variado catálogo de produtos e serviços.

A OLFATI está em todo lugar, basta sentir! 

Fonte: Paralela Escola Olfativa

Autor: OLFATI Marketing Olfativo

Deixe um comentário

3 × quatro =